Cuidados com as escaras

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Embora seja fácil pensar em escaras (feridas causadas pela extrema permanência na cama) como um mero incômodo quando você está cuidando de idosos, esta dolorosa condição de pele pode se tornar debilitante e até mortal quando deixada sem tratamento. Infelizmente, elas podem se desenvolver mesmo com grandes esforços de cuidado. Há poucas maneiras de ajudar a prevenir escaras.

Vamos dar uma olhada mais de perto neste problema comum de saúde do idoso, juntamente com causas e prevenção.

O que são escaras?

De acordo com a Clínica Mayo (uma das mais conceituadas no EUA), “As escaras – também chamadas de úlceras de pressão e úlceras de decúbito – são lesões na pele e tecido subjacente resultantes de pressão prolongada na pele.” Idosos confinados aos leitos ou cadeiras de rodas por longos períodos são particularmente vulneráveis às feridas de leito devido à sua capacidade limitada de mudar de posição.

Além de serem causadas por pressão sustentada, as escaras podem ter como causa o seguinte:

Atrito, causado por movimentos como arrastar o corpo de uma pessoa sobre lençóis durante as transferências.

Atrito, que a Clínica Cleveland descreve como “uma força arrastada entre a pele e outra superfície.”, algo que chamam de “tesoura”, em tradução livre.  Para entender a “tesoura”, imagine como duas superfícies se movem uma contra a outra em direções opostas, como o movimento deslizante do corpo de um idoso quando uma cama de hospital é levantada ou abaixada.

Os ferimentos ocorrem mais comumente na pele, sobre e ao redor das áreas ósseas do corpo, como o cóccix, tornozelos, calcanhares, quadris, omoplatas, coluna e costas dos braços e pernas. Você também pode notar que idosos acamados também são propensos a desenvolver feridas ao longo das costas e laterais de suas cabeças, incluindo as bordas dos ouvidos.

Os Quatro Estágios de escaras

O Painel Consultivo Nacional de Úlcera de Pressão (NPUAP – em Inglês) definiu quatro estágios baseados em gravidade de feridas de cama.

  1. a pele normal começa a parecer vermelha ou descolorida. Idosos podem relatar que a área parece dolorosa ou amolecida ao toque.
  2. a camada externa da pele e parte da camada inferior ficam danificadas, resultando em uma ferida rosa ou vermelha rasa que parece uma bolha.
  3. a úlcera se torna uma ferida profunda, lembrando a forma de uma cratera, que pode até revelar gordura e tecido morto. O dano nesta fase pode começar a penetrar sob a ferida primária para a pele saudável abaixo.
  4. o mais grave estágio, os leitos provavelmente contêm tecido morto e osso, músculo e tendões expostos.

Quanto mais as feridas de cama progredirem, mais difícil fica para tratar e curá-los.

Entendendo o risco dos idosos para úlceras de pressão

Além da imobilidade, vários outros fatores aumentam o risco de feridas de cama. Estes incluem o seguinte:

  • A fragilidade da pele mais velha
  • Perda da percepção sensorial e a incapacidade resultante de sentir desconforto
  • Perda de peso
  • Má nutrição e hidratação inadequada
  • Excesso de umidade da pele ou ressecamento
  • Incontinência
  • Condições médicas que afetam o fluxo sanguíneo
  • Tabagismo
  • Consciência mental limitada
  • Espasmos musculares frequentes

Os idosos geralmente experimentam alguns desses sintomas à medida que envelhecem, contribuindo para o fato de que aproximadamente dois terços das úlceras de pressão ocorrem em pessoas de 60 a 80 anos.

Dicas para prevenir úlceras de pressão

A melhor maneira de prevenir dores de cama é através de mudanças frequentes de posição, cuidados com a pele adequados (como o uso de bons hidratantes), alimentação saudável, parar de fumar e exercícios regulares.

Consciência e vigilância são incrivelmente importantes. Como a Biblioteca Nacional de Medicina dos EUA diz aos idosos: “Você, ou seu cuidador, precisam verificar seu corpo todos os dias da cabeça aos pés. Preste atenção especialmente nas áreas onde as úlceras de pressão geralmente se formam.”

Tratamento para Úlceras de pressão

Infelizmente, escaras podem ocorrer muito rapidamente e são difíceis de tratar, uma vez que se desenvolvam. Não tratadas, as escaras podem desencadear várias complicações médicas, incluindo as seguintes:

  • Sépsis
  • Celulite
  • Infecções ósseas e articulares
  • Câncer

Se você está cuidando de alguém mostrando sinais precoces de escaras, primeiro alivie a pressão mudando a posição do idoso. Se não houver melhora nas próximas 24 a 48 horas, informe a um médico ou familiar imediatamente.

O tratamento normalmente envolverá uma abordagem multidisciplinar, incluindo especialistas em cuidados e manejo de feridas. Fisioterapeutas, assistentes sociais e nutricionistas também podem ser recursos inestimáveis para os cuidadores que cuidam das escaras.

O tratamento para úlceras de pressão (escaras) deve incluir prevenção e cicatrização de infecções para a ferida existente. As intervenções podem incluir o seguinte:

  • Limpeza e curativos adequados (uma parte importante para manter a escara limpa, prevenindo a infecção e promovendo a cura)
  • Gestão da dor
  • Antibióticos
  • Mudanças na dieta
  • Gestão de incontinência
  • Alívio de espasmo muscular
  • Terapia de pressão negativa
  • Em casos extremos, a cirurgia pode ser necessária

Lembre-se, escaras não afetam apenas os idosos em idade — eles também afetam os familiares e cuidadores que cuidam deles.

Quanto mais cedo você detectar escaras, mais cedo você e seu ente querido ou idoso podem começar a tratar e ter alívio.

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Veja mais artigos

Dicas de Saúde

Diversões que auxiliam a lidar com demência

É importante que os pacientes, acometidos com demência, mantenham uma mente ativa e continuem a ter uma sensação de diversão. Manter a pessoa idosa focada

Fale conosco!

Tire todas as suas dúvidas com a nossa equipe

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on skype