Prevenindo o Alzheimer – Cuidado com a Diabete e Hipertensão

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

No primeiro texto desta série, abordamos a doença de Alzheimer e suas principais causas, além de esclarecer que não é uma doença que ocorre por acaso, muito menos por falta de sorte. É, como muitos especialistas vêm chamando, uma “doença de estilo de vida”.

 

Muitos fatores podem desencadear o início da deterioração dos neurônios. Neste texto, iremos abordar como o alto nível de glicose no sangue (comumente associado à diabetes) e a hipertensão podem auxiliar no desenvolvimento dessa temível doença.

 

GLICOSE

 

Quando falamos em glicose alta, logo pensamos em diabetes, em especial da Diabetes Tipo 2.

 

Não há nenhum erro nisso. A diabetes surge com a glicose alta no sangue e um problema na produção de insulina pelo pâncreas – ou o pâncreas realmente não produz o hormônio ou o corpo se tornou resistente a ele.

 

Mas Diabetes não é a consequência disso.

 

A partir do momento em que o nível de glicose ultrapassa seu limite, e não há insulina para processá-la, uma proteína essencial no combate à inflamação do cérebro, comumente associada à demência, tem sua performance restrita.

 

No início do Alzheimer, um processo chamado de glicação danifica uma enzima chamada Fator de Inibição da Migração de Macrófagos, responsável pelas respostas imunes e regulação de insulina.

 

Em situações normais, essa enzima faria parte da resposta imunológica ao crescimento anormal de proteínas no cérebro. Com a danificação dessa enzima, o desenvolvimento do Alzheimer fica mais suscetível.

 

Portanto, de acordo com um estudo produzido nos Estados Unidos, há uma conexão direta entre Diabetes e Alzheimer.

 

Um teste simples para tentar prevenir isso é a hemoglobina glicosilada, que mostra o comportamento da glicose no seu corpo. Peça ao seu médico.

 

ALIMENTOS QUE REGULAM NATURALMENTE A GLICOSE

 

Vegetais Verdes (couve-galega, espinafre e brócolis) – Contém vitaminas B6 e C, solúveis em água, e A e K, solúveis em gordura.

 

Canela – Tem o efeito de metabolizar o açúcar no sangue numa forma semelhante à insulina.

 

Abacate – a gordura do abacate reduz o risco de síndrome metabólica – desordem no metabolismo capaz de desencadear diabetes e ganho de peso.

 

Amêndoa – é rica em gorduras monoinsaturadas, responsáveis por manter o nível de açúcar no sangue estável e ativar o metabolismo da queima de gorduras.

 

Lentilha – Rica em proteína, ferro, potássio e fibras, a leguminosa é uma excelente aposta se você deseja diminuir os níveis de açúcar no sangue.

 

A farinha da banana-verde possui amido resistente, o que ocasiona uma digestão mais lenta equilibrando os níveis de açúcares.

 

A farinha de maracujá é rica em pectina, fibra solúvel capaz de reter água, formando um gel viscoso na parede gástrica, aumentando o tempo de esvaziamento gástrico. Muito eficaz no controle da Diabetes.

 

A farinha de feijão branco possui uma alta concentração de faseolamina, uma proteína que funciona como um bloqueador de carboidratos.

 

Leia Mais: 13 Formas Naturais de Reduzir o Açúcar no Sangue

 

HIPERTENSÃO

 

A pressão alta é uma enorme ameaça por trás de uma série de catástrofes cerebrais que podem dar origem tanto ao Alzheimer quanto à demência vascular.

 

Essa demência ocorre quando pequenos vasos sanguíneos ficam lesionados ou entupidos, o que interrompe o fluxo de oxigênio e glicose para as células cerebrais, levando ao enfraquecimento dessas células e inclusive à morte.

 

A hipertensão dobra as chances de um derrame cerebral ou AVC que podem levar à perda de memórias e de funções cognitivas.

 

A única forma de prevenir é através de uma alimentação equilibrada e exercícios, e, caso tenha a doença, seguir as prescrições médicas.

 

Compartilhe este artigo

Share on facebook
Share on linkedin
Share on twitter
Share on email

Veja mais artigos

Dicas de Saúde

Quais são as 11 qualidades de um cuidador de idosos

O blog da Viver Melhor dedica esta semana aos profissionais de cuidados com idosos. Cuidadores certificados, Técnica(o)s de enfermagem e Enfermeira(o)s precisam considerar alguns pontos

Dicas de Saúde

Como ser um ótimo Cuidador

Hoje, nosso Blog se destina aos profissionais de Cuidados, cujo profissionalismo torna possível a tranquilidade das famílias que deles dependem. Muitos de nós conhecemos uma

Dicas de Saúde

A Importância da hidratação

Sirva-se de um copo de água para beber enquanto lê este tópico importante sobre desidratação em idosos.  A definição de desidratação pode ser entendida como

Fale conosco!

Tire todas as suas dúvidas com a nossa equipe

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email
Share on pinterest
Share on tumblr
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on skype